Top
Arquivos Leitura - Blog da Carol
fade
94
archive,category,category-leitura,category-94,eltd-core-1.1.1,flow-ver-1.3.6,,eltd-smooth-page-transitions,ajax,eltd-grid-1480,eltd-blog-installed,page-template-blog-standard,eltd-header-type2,eltd-sticky-header-on-scroll-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Diabética Tipo Ruim

Metade dos brasileiros que têm diabetes não sabe.

diabetica tipo ruim

É uma doença silenciosa que é difícil de ser identificada porque não apresenta sintomas no início. Pesquisas internacionais apontam que, a cada seis segundos, uma pessoa morre no mundo por causa do diabetes.  A cada 20 segundos, uma pessoa tem uma amputação de membros por causa do diabetes, e que a doença é a maior causa de cegueira. Com um simples exame de sangue é possível diagnosticar a doença.

Sebrae/PR lança livro com histórias de sucesso de empresas

Para inspirar outros empresários a buscarem melhorias em processos e gestão, participantes do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI) no Paraná contam em livro quais atitudes inovadoras fizeram a diferença em seus negócios

Histórias de sucesso de empresas focadas em inovação

Histórias de sucesso de empresas focadas em inovação

Não basta conquistar o sucesso sozinho. É preciso mostrar que a inovação é possível e estimular outros empresários a também desenvolverem seus empreendimentos. Com esse objetivo, o Sebrae/PR lança, no início de abril, a nova edição do livro “Histórias de Sucesso do Programa ALI Paraná”, contando como cerca de 20 empresários paranaenses, participantes do Programa entre 2012 e 2014, conseguiram inovar e obter grandes resultados com pequenas mudanças estratégicas em seus negócios.

Publicitária narra em livro superação de doença autoimune

Claudia Eberle, após três transplantes de rim, vira exemplo de positividade e inspira milhares de pessoas

A publicitária Claudia Eberle esbanja sorrisos e simpatia por onde passa. Quem a vê assim não imagina as adversidades e as batalhas que já enfrentou. Portadora de uma doença autoimune chamada Berger, que compromete a funcionalidade dos rins e cujo diagnóstico é irreversível, Claudia passou por tratamentos intensos e submeteu-se a três transplantes. Mesmo com uma enfermidade que pudesse ser a sua sentença de morte, nunca desistiu de lutar pelos seus sonhos e, hoje, é conhecida por incentivar a doação de órgãos e motivar inúmeras pessoas a enxergarem a vida sempre por uma perspectiva positiva.

Claudia Eberle Divulgação

Claudia Eberle
Divulgação

“Você corre risco de vidafoi a frase que marcou para sempre o destino da adolescente de apenas 14 anos, que tinha um futuro promissor a seguir, ao receber a notícia de ser portadora de Berger. “Criei certa resistência àsituação. Não queria ser vítima nem refém da doença”, relembra Claudia em seu livro Três Vidas: uma história de superação e pílulas de positividade, lançamento da Scortecci Editora. Depois de ser submetida ao tratamento de hemodiálise com urgência, precisou recorrer ao transplante de rim. O primeiro “anjo” e doador foi seu próprio pai.