Top
Dicas de vinhos para harmonizar com a ceia de Natal e Ano Novo
fade
3559
post-template-default,single,single-post,postid-3559,single-format-standard,eltd-core-1.1.1,flow-ver-1.3.6,,eltd-smooth-page-transitions,ajax,eltd-grid-1480,eltd-blog-installed,page-template-blog-standard,eltd-header-type2,eltd-sticky-header-on-scroll-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Dicas de Vinho

Dicas de Vinho

Dicas de vinhos para harmonizar com as comidas típicas do Natal


O sommelier Rodrigo Bertin, do projeto Vinho Mais, dá dicas de vinho simples para a ceia ser completa

 

Você quer degustar um bom vinho na ceia de Natal e Ano Novo, tem que ver estas dicas de vinho.

Vinho é uma bebida que pode – e deve – estar presente ao longo do ano, mas com a chegada do Natal e do Ano Novo ela vai complementar ainda mais as comemorações. Para ajudar, o sommelier do projeto Vinho Mais, Rodrigo Bertin, selecionou os vinhos ideais para cada prato típico da Ceia de Natal.

Peru – Vinhos brancos encorpados com passagem por barrica (como Chardonnay) ou Tinto Leve (como Tempranillo jovem). “O peru é uma carne leve e pode ser preparada de várias formas, inclusive agridoce, por isso a escolha seria de um vinho que não possua muito corpo e que não se sobressaia sobre a carne do peru e seus tempero”, explica o especialista.

Tender – Vinho Rose, como Malbec, Merlot, Tempranillo ou Shiraz. “O tender já é uma carne de média estrutura de gosto, não muito gordurosa e geralmente preparada com a utilização de cravos da índia e molho agridoce, por isso o frescor, aromas críticos e a acidez de um vinho rosé combinariam muito bem”, diz Rodrigo Bertin.

Lombo – Tinto leve como Pinot Noir ou Merlot. De acordo com o sommelier, o lombo é uma carne de estrutura média também, porém apresenta um nível de gordura mais presente e por isso combina bem com um vinho tinto. “Porém não muito encorpado para não se sobressair sobre o gosto da carne”, ressalta.

Salpicão – Espumante Brut Rosé. O Salpicão tem untuosidade da maionese, a acidez do abacaxi, doçura de frutas secas e salgado de batata palha, por isso necessitamos de um vinho coringa que seja capaz de conversar com todos os ingredientes em bastante harmonia. Assim sendo o espumante brut rosé cumpre muito bem com esse papel.

Rabanada – Vinho de sobremesa Colheita Tardia. “Um prato doce e frito, bastante cremoso e que casado com um vinho de sobremesa como o colheita tardia se torna ainda mais delicioso! A acidez do vinho fará a sensação de oleosidade sumir, além do vinho amenizar o açúcar do prato”, ensina.

Panetone – Espumante Moscatel. De acordo com Rodrigo Bertin, essa é uma das combinações mais deliciosas do natal, pois o panetone com suas frutas cristalizadas fica ainda mais saboroso acompanhado de um espumante moscatel. “Ele parece ficar mais molhadinho e a acidez do vinho realça seu sabor”, diz.

Castanhas – Espumante Brut Branco. “Para qualquer tipo de castanha sem dúvida alguma o espumante brut seria o companheiro ideal, pois ele limpa nossa boca dando frescor e leveza preparando ela para mais um punhado de castanhas e logo após, já dá vontade de dar mais um gole”, finaliza.

 

Quer ver uma receita gostosa para a sua ceia? Aprendi uma receita super especial de Cuscuz Marroquino com um dos melhores chefs da Cidade. E a receita está no site da Rádio Mais. 

 

De segunda a sexta-feira eu apresento o programa Manhã da Mais na Rádio Mais

Carol
No Comments

Post a Comment